terça-feira, 29 de dezembro de 2009

CARTA À JUVENTUDE DOS MEUS FILHOS SOBRE TEMPOS BRASILEIROS

para José Terra, João Guarani e Mariama.



Já vivemos tempos piores.


Hoje as cidades são
A insegurança de cada pessoa
O assalto na rua aberta
A bala perdida no apartamento e na casa
A instituição do medo
Na cara dos meninos e das crianças.
Mas já vivemos tempos piores.


Tempos em que as cidades
Eram irreais e uma mentira institucional
As autoridades invadiam os lares
E a soldadesca criava a desordem
Da Constituição e dos homens
Torturando e assassinando
Adolescências e sonhos coletivos.
Em nome da Segurança Nacional
Todos eram culpados
Até que provassem a inocência.


Assim era o nosso tempo, meus filhos,
Em que o Governo propagandeava
Até um milagre brasileiro.
E os militares fuzilavam, todos os dias,
Com mão direita e certeira
As esperanças e o futuro.


Hoje o destino pode até surpreender
Os seus corações com a morte,
As suas vidas sem nenhuma sorte,
E não lhes dar o que deveria ser dado
E lhes roubar o que mereceriam.
Mas vocês sabem o que é a manhã clara
A tarde inteira plena de sol
A noite iluminada para o amor.
Vocês sabem o que é a Liberdade.


Juareiz Correya


(do livro inédito POEMAS DO NOVO SÉCULO)

Nenhum comentário: