quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

ZODÍACO / "DEZEMBRO", de Daniel Lima






Dezembro é cântico contido. 
A vontade de ser que se recolhe 
e aguarda o seu momento. 

E na hora de ser ei-lo dezembro. 

       Nascido já maduro, acontecido
dentro, bem dentro de si mesmo posto,
       rosto de Mona Lisa indecifrável
              riso que não sorri,
       olhos que não percebem. 
       (Fingem não perceber
       fingem que sonham 
       mas tudo eles percebem,
tudo eles veem, esses olhos, 
       pelos ouvidos)
Misteriosas coisas de dezembro.   



(Do Calendário e Agenda CEPE 2012
- Ilustração : Foto de Xirumba )



________________________________________
Transcrito do livro POEMAS, de Daniel Lima 
- Companhia Editora de Pernambuco - CEPE /
Secretaria da Casa Civil /
Governo de Pernambuco, Recife, PE, 2010

Nenhum comentário: