quarta-feira, 27 de agosto de 2014

"A HISTÓRIA REVISITADA", DE EDUARDO CAMPOS






     Os 50 anos do golpe militar de 1964 têm ensejado vários setores da sociedade brasileira a promoverem investigações sobre fatos nebulosos de nossa história recente, sobretudo acontecimentos relacionados aos 21 anos em que o país esteve mergulhado no regime ditatorial. 
     
     Expressivo exemplo é o trabalho desenvolvido pelas diversas Comissões da Verdade, que têm levantado muitos documentos e colhido depoimentos que concorrem para resgatar fatos e episódios que durante muitos anos foram escondidos pelos que detinham o poder.  

     O projeto PALAVRA ACESA - MEMÓRIAS DA LUTA CAMPONESA é mais uma colaboração a esse esforço de imposição da verdade histórica, focalizando o período de exceção dentro de uma perspectiva bem específica : o universo do trabalhador rural, sobre o qual as forças de repressão atuaram de forma impactante e sistemática.  

     Os vários depoimentos prestados ao projeto, no entanto, não se limitam ao período histórico que vai de 1984 a 1985. Eles procuram demonstrar que, em meio a dificuldades de toda ordem, inclusive das resultantes das transformações econômicas e sociais vivenciadas no país, esse importante segmento da nossa população segue sua busca por justiça e por direitos sociais elementares, atualizando seus instrumentos e renovando suas lideranças sem jamais perder de vista seu papel histórico.  

     Aqui encontramos o testemunho de gente que viveu, no começo da década de 1960, a eclosão da luta e, estimulados pelas perguntas dos autores, reviram suas memórias e traçam painel extremamente informativo dos acontecimentos da época, sobressaindo-se retratos em cores vivas de personagens como o ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes, o advogado Francisco Julião, fundador das Ligas Camponesas, além de João Pedro Teixeira, líder dos trabalhadores rurais de Sapé.  

     Da maior importância, pois, a iniciativa da Fundação João Mangabeira, instituição de estudos políticos do PSB, partido ao qual pertenceram, entre outros, Arraes, Julião, Assis Lemos e Agassiz Almeida, onipresentes nos relatos aqui registrados.  

     Importante por trazer à tona, com muitos detalhes, uma realidade social, política e econômica que deve ser amplamente conhecida de todos os que desejam o desenvolvimento do Brasil e o respeito pelo seu povo.  Também como grito de alerta para que possamos dizer, convictos, ditadura nunca mais ! 


_________________________________________________
Texto do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos,
publicado no livro PALAVRA ACESA - MEMÓRIAS
DA LUTA CAMPONESA, de Evaldo Costa e Gilson Oliveira
- Cuca Centro Cultural / Fundação João Mangabeira
Brasília, DF, 2014. 

Nenhum comentário: