sexta-feira, 9 de maio de 2008

9 DE MAIO : DIA DE ASCENSO

Texto de Juareiz Correya



O SESC-Santa Rita, do Recife, inaugurou, no dia 19 de março último, à noite, com teatralização de poemas, música, palestra e lançamento de livro, o Laboratório de Autoria Ascenso Ferreira, espaço criado "para fomentar iniciativas na área literária, além de servir para outras atividades culturais da entidade. Em palestra que apresentei, na ocasião, lembrei à diretora da unidade, Sra. Maria Gorete de Lima, e aos convidados presentes, a felicidade do gesto dos dirigentes do SESC de Pernambuco, ao materializar essa homenagem que perpetua a memória do poeta Ascenso Ferreira no dia-a-dia das atividades educativas e culturais dessa unidade do serviço social do comércio do Recife. É que, como registra Souza Barros, amigo e um dos primeiros biógrafos do poeta, no ano de 1923, ele e Ascenso Ferreira, então alunos da Escola do Comércio de Pernambuco, reunidos aos professores Manuel Arão, Benedito Monteiro e Cristiano Cordeiro, fazem o movimento de emancipação da Escola, até então subordinada à Associação dos Empregados do Comércio. É então fundada a Faculdade de Comércio de Pernambuco.

Em seguida, o coordenador regional de cultura do SESC-Pernambuco, o encenador e professor José Manoel da Silva Sobrinho, informou que o SESC nacional objetiva criar diversos "laboratórios de autoria" nas unidades administrativas pernambucanas e brasileiras. Este primeiro, o Ascenso Ferreira, é modelo para os futuros "laboratórios de autoria" (que homenagearão naturalmente outros grandes valores das letras locais).

O nome do poeta Ascenso Ferreira é um mote inquestionável para a realização de qualquer iniciativa cultural pioneira no Brasil. Nada mais lógico um acontecimento como esse na região Nordeste. Ascenso, sinônimo de originalidade na vanguarda do Modernismo Brasileiro, representa bem a modernidade nordestina e continua vivo e atualíssimo neste século 21.

Quando publicamos, em 2006, pela Panamerica Nordestal Editora, do Recife, o livro OUTROS POEMAS & INÉDITOS, de Ascenso Ferreira, com o apoio cultural da CNI-Confederação Nacional da Indústria, por iniciativa do seu presidente, Dr. Armando Monteiro Neto, enfatizamos, no seu lançamento, no Gabinete Português de Leitura, realizado no dia 9 de maio (dia do 111o. Aniversário de Nascimento do Poeta), que o Recife estava, a partir daquela data, criando o DIA DE ASCENSO "para homenagear o poeta no seu aniversário de nascimento e animar, naturalmente, no seu dia, produções intelectuais e artísticas que reverenciem e relevem o nome de Ascenso Ferreira". Lembramos que a sua figura, muito significativa na poesia pernambucana - e nordestina e brasileira -, da década de 20 à década de 60 do século passado, era a de um poeta singularíssimo que soube, como ninguém, ser erudito e popular em sua criação.

Neste 9 de maio (dia do 113o. Aniversário de Nascimento do Poeta), a Editora Martins Fontes, de São Paulo, promove, sob a coordenação da professora e pesquisadora Valéria Torres da Costa e Silva, na Livraria Cultura, do Recife, o lançamento da nova edição do livro POEMAS DE ASCENSO FERREIRA. Está certo o Recife : 9 de maio é o Dia de Ascenso. É dia de lembrar, de saudar, de aplaudir, de reverenciar, de publicar, de recitar, cantar, teatralizar e festejar Ascenso Ferreira e sua poesia imorredoura.


(transcrito do DIÁRIO DE PERNAMBUCO,
Recife,PE,sexta-feira, 8 de maio de 2008, Caderno A, página 7)