sexta-feira, 29 de julho de 2011

NO CORAÇÃO DO POVO - A HISTÓRIA DA RÁDIO PAJEÚ, de Leda Alves

A Rádio Pajeú, desde a década de 1950, é a voz de Afogados da Ingazeira, com o seu jeito pernambucano de "falar para o mundo, sem esquecer os problemas locais e regionais que sempre fizeram parte das discussões realizadas pela sua programação", como ressaltam os organizadores deste livro - Augusto César Acioly, Daniel Ferreira e Nill Junior.

O conhecido radialista, jornalista e publicitário pernambucano Geraldo Freire considera "a emissora pioneira do Sertão pernambucano" - o marco zero do desenvolvimento do Pajeú.

De fato, com a criação da Diocese de Afogados da Ingazeira, em 1957, e a nomeação do seu primeiro bispo - Dom João José da Mota e Albuquerque -, a cidade passou a viver um novo momento, próprio do espírito do período da década de 1950, de intensa transformação e desenvolvimento para Afogados da Ingazeira. E, como bem registra este livro, "Dom João José da Mota e Albuquerque deu ao seu bispado características que diziam muito do seu ideal de igreja e como ela deveria relacionar-se com a comunidade."

Ao adquirir e preservar o Cine Pajeú e ao criar a Rádio Pajeú de Educação Popular, em 1959, fica claro como essas duas iniciativas evidenciaram a lógica da ação pastoral de Dom Mota : "a comunicação e a educação seriam elementos imprescindíveis no processo de evangelização, um importante recurso para tornar a Igreja mais próxima do povo."

Décima emissora, primeira diocesana e primeira do Sertão criada em Pernambuco.

Parte essencial da formação educacional e cultural de Afogados da Ingazeira nos seus 102 anos de emancipação municipal, a Rádio Pajeú, com 50 anos de história - presença viva na construção do dia-a-dia do seu povo e da sua terra - tem muito mais de meio século de história pra contar.

Este livro sintetiza muito de tudo isso, em quatro belos capítulos bem escritos e bem documentados. E, no final do volume, "A história dos que fizeram história", com o registro de pequenas biografias dos seus funcionários - corpo e alma da emissora -, evidencia que a história da Rádio Pajeú se multiplica e projeta a sua renovação para o futuro do município.

NO CORAÇÃO DO POVO - A HISTÓRIA DA RÁDIO PAJEÚ, A PIONEIRA DO SERTÃO PERNAMBUCANO, livro publicado orgulhosamente pela CEPE, Companhia Editora do Governo de Pernambuco, em parceria com a Associação das Empresas de Rádio e Televisão de Pernambuco - ASSERPE, é uma contribuição jornalística que documenta mais do que a história de um veículo de comunicação pioneiro nesta Região e neste Estado : é um livro que registra e preserva parte da vida educacional e cultural deste município de Afogados da Ingazeira, terra onde os homens provam, com a criação da Rádio Pajeú, que "a voz do Povo é a voz de Deus".


_________________________________________
Pronunciamento de Leda Alves, diretora-presidente
da CEPE - Companhia Editora de Pernambuco,
representando o Governador Eduardo Campos,
no lançamento do livro, sexta-feira, dia 22/julho/
2011, em Afogados da Ingazeira (PE).

quinta-feira, 28 de julho de 2011

AMÉRICA POÉTICA VIVA (Poemas da Argentina, Brasil, Chile e México)

Ainda neste ano de 2011, a editora recifense Panamérica Nordestal (http://www.panamerica.net.br) lançará o ebook AMÉRICA POÉTICA VIVA, com a reunião de textos dos poetas contemporâneos Hector Pellizzi (Argentina), Juareiz Correya (Brasil), Alfred Asis (Chile) e Alberto Vivar Flores (México). Livro virtual bilingue (espanhol/português), AMÉRICA POÉTICA VIVA apresentará os poemas na língua do país de cada poeta, sem tradução. Tematicamente os poemas relevam a América, o próprio país do autor, sua cidade, sua gente.

"Nosso antológico ebook é uma prova concreta da união de vozes amigas amantes da América", afirma o organizador e editor Juareiz Correya.

terça-feira, 26 de julho de 2011

PRÊMIOS LITERÁRIOS CIDADE DO RECIFE / 2010

A Secretaria de Cultura/Conselho Municipal de Política Cultural, da Prefeitura da Cidade do Recife, divulgou, no "Díario Oficial" da PCR (23/julho/2011), os vencedores do Concurso "Prêmio Literário Cidade do Recife/2010" :

PRÊMIO ELPÍDIO CAMARA / Categoria Teatro :
- "O Pasmoso e Travesso Cão do Piutá", de Marcos Flávio Cordeiro.

PRÊMIO JORDÃO EMERENCIANO / Categoria Ensaio :
- "Existe Deus ?", de José Hugo de Moraes Vaz.

PRÊMIO EUGÊNIO COIMBRA JUNIOR / Categoria Poesia :
- "O Engenheiro do Ar", de Marcus Vinicius Teixeira Queiroga
Pereira.

PRÊMIO LUCILO VAREJÃO / Categoria Ficção :
- "Trindade", de Terezinha Almeida Melo Pereira.




As obras dos autores José Carlos Barbosa de Aragão (Teatro), Martha Rosa Figueira Queiroz (Ensaio), Lúcia Regina Borges Ferreira e Àlamo Pimentel Gonçalves da Silva (Poesia), Betzaida Mata Machado Tavares, Antonia Cristina de Alencar Pires e Lygia Roncel de Rodrigues Ferreira (Ficção), mereceram Menções Honrosas.