sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

REFLEXÕES DO CAPIBARIBE, de Bartyra Soares




I


Carrego a mutação fisiográfica das regiões.
Meu dorso mesclado de baronesas sol e tempo 
guarda antigas vozes inúteis armas e segredos 
escondendo o sangue que pedras não retiveram.

Sei que olhos de aço das máquinas-robôs 
só entendem de cibernética cálculos futuro
e os seus dentes aflitos à força fogo e ferro 
tentam interromper toda a minha perenidade. 

Teimosamente resisto. Preciso viver/correr.
Nas balaustradas das minhas velhas pontes 
debruçados estão curiosos inquiridores.  

Estranhas histórias poderiam ser contadas.
Deixo-lhes o silêncio que é a minha definição 
enquanto os ventos do norte pousam livres sobre mim. 



(da antologia POESIA VIVA DO RECIFE,
organizada por Juareiz Correya)


BARTYRA SOARES - Nasceu em Catende (PE).
Exerceu o magistério.  Vive no Recife há muitos anos.
Poemas publicados no Diario de Pernambuco e no
Jornal do Commercio.  Livros publicados : ENIGMA,
SOMBRAS CONSOLIDADAS, VEREDICTOS.


_________________________________________
Transcrito da AGENDA CULTURAL 
- Prefeitura do Recife / Secretaria de Cultura /
Fundação de Cultura, Ano 17, Número 196,
Dezembro 2011.




terça-feira, 13 de dezembro de 2011

VILMAR ANTONIO CARVALHO : Uma trilogia sobre a tradição literária de Palmares !




     "Palmares possui uma tradição literária vigorosa. Tudo começa com as duas gerações do Club Literário :

     A Geração dos fundadores do Club, em torno dos jornais locais Echo de Palmares e Gazeta de Palmares, entre 1882 e 1892, com Antônio Caphedório de Carvalho, Severino Pereira, Joaquim Augusto de Almeida, Fenelon Afonso Ferreira e Leonel da Costa;

     A Geração dos continuadores do Club, em torno dos jornais boêmios A Semana e o Novo Echo, entre 1892 e 1912, com Fernando Griz, Fábio Silva, Benigno Lagreca e Manoel Monteiro;

     E continua ...

     Com a Geração parnasiana, pós-Club de letras, de Ascenso Ferreira, Mário Marroquim, Arthur Griz e outros expoentes, pioneiros nas páginas literárias de A Notícia, entre 1912 e 1932.

     A Geração da Sociedade Cultural dos Palmares, entre 1932 e 1945, com Miguel Jasseli, Hermilo Borba Filho (jovem), Jayme Griz e outros expoentes;

     A Geração pós-Guerra e as tentativas de fundação de uma Academia Palmarense de Letras, com Fenelon Barreto, Júlia Leite, Milton Souto (autor do "Hino de Palmares") ...

     E continua ...

     Com a consagrada Geração redemocratização anos oitenta, de Juareiz Correia, Luiz Alberto Machado, Luiz Berto, Jussara Koury, Elita Ferreira e outros expoentes...

     E continua, nos últimos vinte anos, com novos autores, nomes, cores e um incansável eterno retorno : a literatura é uma marca aferrada na tradição de Palmares !"


(Transcrito do blog HISTÓRIA, PROSA E POESIA 
- http://vilmarcarvalho.blogspot.com )


____________________________________________________________
LANÇAMENTO DOS 3 NOVOS LIVROS DO POETA,
 HISTORIADOR E PROFESSOR VILMAR ANTONIO CARVALHO :
"LETRADOS E UFANOS", "BORDEL BARROCO" E "O POETA
QUE VIROU ESTANTE"  - Hoje, às 19h30m., no Restaurante Terramar
(próximo a FAMASUL), Palmares, PE.