quinta-feira, 9 de setembro de 2010

NOVO INTERPOÉTICA : mais literatura pernambucana na Internet

"O maior site literário de Pernambuco. Assim pode se dizer sobre o INTERPOÉTICA (http://interpoetica.com), que foi criado em 2005 por Cida Pedrosa e Sennor Ramos e desde então teve uma trajetória crescente no cenário literário pernambucano, e quiçá brasileiro. E neste ano em que comemora cinco anos de vida, ganha um novo portal, no mesmo endereço, porém à altura do espaço.

Em 2009, o site tornou-se o primeiro ponto de cultura digital de Pernambuco, através do projeto aprovado pelo MinC e FUNDARPE. E ancorado na ONG Andararte o portal promoveu projetos sociais, como a inclusão digital em comunidades de baixa renda, além de importantes parcerias.

Enriquecendo ainda mais seu vasto acervo, contará com novos colunistas, como Cícero Belmar, Jomard Muniz de Brito, Marcelo Pereira e Wellington Melo. Além da incorporação de Raimundo de Moraes, como editor junto a Cida e Sennor. O site, só no ano passado, contabilizou mais de 500 mil acessos, e espera muito mais neste ano.

E seguindo a corrente web literária, há outros blogs e sites de literatura em Pernambuco, como o blog do Juareiz Correya (http://letras-leituras.blogspot.com), o Jornal da Besta Fubana (http://www.luizberto.com), o blog Cultura Nordestina (http://culturanordestina.blogspot.com), o site da União Brasileira de Escritores (ube-pe.org.br), dentre outros. Além das páginas pessoais de Raimundo Carrero (http://www.raimundo-carrero.com.br), Wellington Melo (http://wellingtondemelo.com.br), só para citar alguns."

______________________________________

Transcrito da AGENDA CULTURAL DO RECIFE
- http://www.recife.pe.gov.br/agendacultural -,
Agosto, 2010.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Jones Melo passa em Palmares danado pra Catende !





essa força
essa raça
essa poesia
essa vibração
essa amizade
essa luta
esse trem
essa praça paulo paranhos
essa sorveteria estrela
esse cinema apolo
esse club literário
essa festa de n.s.da conceição
e de santa luzia também
essa estação de trem
e esse alto do mataduro
essa beira de rio
essa igreja e esse povo
e essa estrada que vai pra Catende
e essa estrada que vai pra Xexéu
e essa de Água Preta
e essa de Serra Azul
e essa fundação hermilo
e esse meio do mundo
e esse recomeço
e essa biblioteca
e esses poetas
escritores editores
que são sempre como mestre carlos
aprenderam sem serem ensinados


"todo cambiteiro tem um relho
todo carreiro tem um facão
se o esprito não me engana
todo cortador de cana
carrega uma foice na mão
por isso não cuiambe cambiteiro
cambiteiro é de famia
se não fosse cambiteiro
a usina não muia..."



(Poema desentranhado de e-mail, do jornalista, escritor
e ator Jones Melo, datado de 6/09/2010)

domingo, 5 de setembro de 2010

Centenário do dramaturgo pernambucano Aristóteles Soares

O jornalista, escritor e ator Jones Melo, nascido em Catende (PE),coordena e ministra um curso /montagem sobre a dramaturgia de Aristóteles Soares, desde o dia 07/maio deste ano, com encerramento programado para dezembro/2010, quando será encenado o espetáculo VOU DANADO PRA CATENDE. Por iniciativa do Conselho Estadual de Cultura, o curso/montagem vem sendo realizado na sua sede - Rua Oliveira Lima, 813, Boa Vista, Recife, PE, nas terças e sextas-feiras, das 14 às 17h30m. As aulas prosseguem neste mês de setembro de acordo com esta programação : Sexta, 10 - "A convivência com Aristóteles" (Arilena Soares); Sexta, 17 - "Município de São Silvestre" (José Pimentel). Inscrições na sede do Conselho Estadual (telefone 34237658, com Joseli) e com Jones Melo (87773569). As aulas têm intervenções de intérpretes que viveram personagens do universo de Aristóteles, além de familiares convidados - Carlos Reis, Geninha Rosa Borges, Leda Alves, Carmem Peixoto, Clóvis Almeida e Reinaldo de Oliveira, entre outros.



QUEM É ARISTÓTELES SOARES ?


Rio Formoso, onde nasceu, no dia 7 de fevereiro de 1910, Catende, onde viveu com "a dinastia dos Soares", segundo Mauro Mota (era irmão do contista Pelópidas Soares e tio da poetisa Bartyra Soares), a região Mata Sul de Pernambuco e até mesmo as novas gerações do teatro pernambucano desconhecem Aristóteles Soares. Sabe disso Jones Melo, que há 10 anos pesquisa a vida e a obra do dramaturgo e promove, com esse curso/montagem, a primeira iniciativa cultural pernambucana em homenagem ao Centenário de Nascimento de Aristóteles Soares. Em seu projeto, Jones Melo organizou para publicação, ainda neste ano de 2010, a reunião de 7 textos do dramaturgo - CANA BRAVA, TERRA QUEIMADA, AS ÁRVORES, MUNICÍPIO DE SÃO SILVESTRE, O MESSIAS, A TROVOADA e A REPRESA. Esses textos receberam prêmios da Academia Pernambucana e da Academia Brasileira de Letras, e montagens assinadas por diretores como Pascoal Carlos Magno, Valdemar de Oliveira, Luiz Mendonça, José Pimentel e Clênio Wanderley.

Aristóteles Soares, aos 5 anos de idade, mudou-se com a família para Catende, onde estudou e criou textos que Hermilo Borba Filho denominou de "teatro nordestino".

"Na década de 1950 a obra de Aristóteles Soares despertou o interesse de grupos como o Teatro do Estudante do Brasil (Rio de Janeiro), Teatro de Amadores de Pernambuco (TAP), Teatro Popular do Nordeste (TPN), Teatro do Adolescente (Recife), Teatro da UFRPE, a imprensa e a crítica nacional. Joel Pontes, autor de O TEATRO MODERNO EM PERNAMBUCO, identificou o estilo de Aristóteles Soares como realismo sombrio,, ressalta Jones Melo.