quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Adiada a Bienal do Livro de Natal

O maior evento literário do Rio Grande do Norte - a Bienal do Livro de Natal - está fora do calendário cultural deste ano por causa do "atraso da revisão da Lei Rouanet", segundo o organizador Salustiano Fagundes. Agendada a sua quinta edição para o próximo mês de setembro, na reunião com livreiros e patrocinadores realizada em março, a nova data da Bienal será decidida na próxima semana e é pouco provável que ainda possa ser realizada neste ano.
Para Salustiano Fagundes, os incentivos conseguidos com as três leis (Rouanet, federal, Câmara Cascudo, estadual, e Djalma Maranhão, municipal), somam R$ 900.000,00 mas são apenas incentivos concedidos, e a Bienal ainda consegue captar recursos que permitem o acréscimo de mais 30% ou 40% sobre esse valor dos incentivos para a realização do evento.
"Infelizmente a literatura é um segmento pouco valorizado e sem um dos patrocínios importantes, como a Lei Rouanet, é inviável tocar o evento", lamentou o organizador da Bienal.
A Bienal consegue reunir mais de 100 mil visitantes e dezenas de expositores locais e nacionais durante dez dias do evento. "Mexe, realmente, com a economia do mercado editorial local", assegura Fagundes.

__________________________________
(Transcrito da Agência Sebrae de Notícias
- http://asn.interjornal.com.br )

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Poeta Lara Luís Miranda lança "Seleta Visceral"

O poeta Lara Luís Miranda, pernambucano de Bom Conselho, está comemorando 25 anos de literatura. Suas "bodas de prata" literárias serão comemoradas em grande estilo com o lançamento do livro SELETA VISCERAL, seleção de poemas, contos e crônicas que o próprio autor considera o melhor que escreveu nos últimos 25 anos. Pré-lançado, em julho, na Universidade Católica de Pernambuco e em Garanhuns, o lançamento oficial do livro ocorrerá na próxima quinta-feira, 13 de agosto, às 19 horas, no Teatro do Mamulengo (Bar de Moura), Praça do Arsenal / Rua da Guia, bairro do Recife Antigo, no Recife. Além do recital do próprio poeta, que é uma figura marcante nos palcos da poesia recifense, outros poetas presentes poderão apresentar os seus trabalhos na roda de poesia que tem hora para começar mas não tem hora para terminar.
De acordo com Lara Luís Miranda, o seu livro apresenta uma seleção de textos, escritos desde 1984, com evidência para os escritos de natureza "visceral".
O poeta é identificado como um herdeiro da coloquialidade, da cultura alternativa e do "neo-engajamento", tendo iniciado a sua produção literária, em edições independentes, no início da década de 1980 no Recife. Estudante e hoje funcionário da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Lara Luís Miranda publicou inúmeros livretos, folhetos e 8 livros, sempre editados de forma independente, à margem do comércio tradicional, não catalogados no papel ou no espaço virtual. SELETA VISCERAL é resultante de um verdadeiro "retalhamento" feito pelo próprio autor nos oito livros já publicados e inclui alguns trabalhos inéditos.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Dalila Teles Veras lança "Retratos Falhados" no Recife

A poetisa luso-brasileira Dalila Teles Veras, diretora da Livraria Alpharrabio (http://www.alpharrabio.com.br ), de Santo André, SP, lança, no Recife, nesta terça-feira, 4 de agosto, o seu livro de poesia RETRATOS FALHADOS, publicado pela Escrituras Editora (http://www.escrituras.com.br), de São Paulo, SP, às 17 horas, no Gabinete Português de Leitura de Pernambuco (Rua Imperador Pedro II, 290, Santo Antonio, Recife, PE).
Dalila Teles Veras (nascida Dalila Isabel Agrela, em 1946), é natural de Funchal, Ilha da Madeira, Portugal. Vive no Brasil desde o ano de 1957. Publicou 12 livros de poesia, 2 livros de crônicas, 1 diário, 4 livros sobre diversos assuntos culturais, poemas em 9 antologias brasileiras e em 7 antologias estrangeiras. Colabora regularmente em jornais e revistas do Brasil e do Exterior. É filiada a União Brasileira de Escritores - São Paulo, entidade em que ocupou os cargos de secretária geral, diretora e membro do Conselho nas gestões de 1986/88, 1990/92 e 1994/96. Vice-presidente do Instituto de Estudos Fernando Pessoa, em São Paulo. Co-fundadora do Grupo Livrespaço de Poesia (1983-1994) de intensa atuação na divulgação da poesia e co-editora da revista literária Livrespaço, ganhadora do Prêmio APCA-Associação Paulista dos Críticos de Arte, como melhor realização cultural de 1993. Animadora cultural, há décadas colabora na organização de cursos, seminários e congressos. É frequentemente convidada a proferir palestras e debates em instituições culturais de ensino, além de criar projetos literários, ciclo de debates, exposições e mesas-redondas. Desde 1992, é diretora da Alpharrábio Livraria e Editora, em Santo André (SP). Criado em 2006, assina o blog Alpharrabio (http://blog.alpharrabio.com.br), "um caderno de registros, apropriações, inquietudes, intervenções", que reflete a atmosfera do Centro Cultural Alpharrabio e seu entorno. Em 2000, foi agraciada pela Revista Livre Mercado com o Prêmio Desempenho de Empreendedora Cultural. Em 2004, a Câmara Municipal de Santo André outorgou-lhje o título de Cidadã Honorária.
Dalila Teles Veras lançou o seu livro de estréia em 1982 -LIÇÕES DE TEMPO (Editora Pannartz, São Paulo, SP). RETRATOS FALHADOS (Escrituras Editora, São Paulo, SP, 2008) é o seu décimo terceiro livro de poesia publicado.