terça-feira, 28 de julho de 2009

SEMANA HERMILO BORBA FILHO - Ano 8

Do dia 30 deste mês ao dia 1 de agosto, o Centro Apolo-Hermilo, do Recife (bairro do Recife Antigo), realiza a 8a. edição da SEMANA HERMILO BORBA FILHO, coordenada pela diretora Lúcia Machado. Este ano a Semana releva o tema "Hermilo Borba Filho e a dramaturgia : Diálogos Pernambucanos", para que, segundo a diretora, "especialistas, estudiosos de importantes dramaturgos produzam artigos examinando pontos de contatos, e também de afastamentos, entre o teatro produzido pelo autor que estuda e o pensamento teatral de Hermilo".
A programação apresenta palestras e espetáculo teatral (no final de cada palestra) no Teatro Hermilo Borba Filho que, junto com o Teatro Apolo, constitui a estrutura do Centro Apolo-Hermilo do Recife :
Quinta-feira, dia 30/julho, às 19 horas, no Teatro Hermilo Borba Filho, a palestra Hermilo Borba Filho e a dramaturgia moderna em Pernambuco, proferida por Luís Augusto Reis; na sexta, dia 31/julho, Hermilo Borba Filho e Joaquim Cardozo - Excelências Marítimas : O Capataz de Salema e A Barca de Ouro, palestra de João Denys Araújo Leite; e no sábado, dia 1/agosto, a palestra Hermilo Borba Filho e Luiz Marinho, de Anco Márcio Tenório Vieira.
O espetáculo teatral - THE NAME (Elogio em um ato) - apresentado depois de cada uma das três palestras é um monólogo, escrito por Luís Augusto Reis, inspirado no pensamento teatral de Hermilo Borba Filho, dirigido por Antonio Cadengue.
Hermilo Borba Filho, um dos nomes mais atuantes do teatro brasileiro, foi ator, dramaturgo, encenador e criador de dois grupos teatrais, ao lado de Ariano Suassuna e amigos, que fizeram história em Pernambuco : o TEP - Teatro do Estudante de Pernambuco e o TPN - Teatro Popular do Nordeste. Notabilizou-se, também, como jornalista e ficcionista. Um nome importante no cenário da arte pernambucana e brasileira. A realização anual da SEMANA HERMILO BORBA FILHO, mesmo ainda limitada ao Recife (é reconhecido o seu valor no Nordeste e no Brasil) tem o mérito de projetar o conhecimento da sua vida e da sua obra com informações atualizadas para as novas gerações.
Com Hermilo é assim : quem não conheceu, ama ; quem já conhece, vai amar ainda mais.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Belo Horizonte inscreve para o "Concurso Nacional de Literatura"

Promovido há 62 anos, o Concurso Nacional de Literatura, da Prefeitura da Cidade de Belo Horizonte, mantém inscrições abertas, até o próximo dia 7 de agosto, para "revelar novos autores e promover a literatura brasileira contemporânea". Os regulamentos e fichas de inscrição dos prêmios, que estão entre os mais importantes e tradicionais do País, podem ser encontrados no site www.pbh.gov.br/cultura . Os esclarecimentos sobre dúvidas poderão ser obtidos pelo e-mail concursos.fmc2009@pbh.gov.br (assunto Concurso Literário).
A realização do Concurso Nacional de Literatura é da Prefeitura de Belo Horizonte (MG), por meio de sua Fundação Municipal de Cultura.
O Prêmio Cidade de Belo Horizonte, neste ano, contempla três categorias - Ensaio, Poesia (Autor Estreante), Dramaturgia e o prêmio "João-de-Barro", destinado à literatura infantil. O concurso só recebe obras inéditas em língua portuguesa, de autores brasileiros natos ou naturalizados.
A categoria Poesia (Autor Estreante), criada há 3 anos, só recebe obras de autores que jamais publicaram, de forma impressa, livro ou parte dele. O prêmio para o vencedor da categoria é de 8 mil reais. As obras vencedoras das categorias Ensaio e Dramaturgia recebem, cada uma, o prêmio de 10 mil reais. O "João-de-Barro" deste ano contempla duas obras com o prêmio de 8 mil reais para cada vencedor.
As inscrições para o Concurso Nacional de Literatura da Prefeitura da Cidade de Belo Horizonte são gratuitas e a grande novidade deste ano é que as obras vencedoras, em cada categoria, além do valor em dinheiro, serão publicadas.
A cada edição, o "Prêmio Cidade de Belo Horizonte" contribui para o surgimento de novos escritores e de novas obras de autores consagrados, a exemplo de Carlos Herculano Lopes, Antonio Barreto, Luís Giffoni, Roseana Murray, Maxs Portes, entre outros.