segunda-feira, 10 de abril de 2017

1917-2017 : UM SÉCULO DE HERMILO BORBA FILHO (2)






Fotografia de Hermilo Borba Filho 
no Teatro Cinema Apolo,
 de Palmares, PE 
(Reproduzida da entrevista 
concedida a Ricardo Noblat / 
Publicação da Revista ELE ELA, 
São Paulo, SP, 1974) 




       A comunidade cultural de Pernambuco tem muito o que festejar até julho de 2018 : as homenagens ao Centenário de Nascimento do Escritor Hermilo Borba Filho (nascido em Palmares, PE, no mês de julho/1917) já foram iniciadas em março passado, com a realização do V Festival RioMar de Literatura, promovido pela Academia Pernambucana de Letras em parceria com o RioMar Recife, no teatro do Shopping RioMar.  Palestras, fragmentos de peças teatrais e shows musicais destacaram as homenagens do dia 28/03 (dedicado a Joaquim Cardozo) e do dia 29/03 (dedicado a Hermilo Borba Filho). 

          Esta é a programação já definida, no Recife, por fundações, secretarias, editoras, revistas, feira e bienal de livros, até o próximo mês de outubro : 


          ABRIL 

          Seminário O INVENCÍVEL HERMILO 
          - Dias 26 e 27, das 14 às 18 horas, na Sala Calouste Gulbenkian / Fundação Joaquim Nabuco - FUNDAJ.  Idealizado pelo jornalista e escritor pernambucano Maurício Melo Junior, o Seminário apresentará 5 conferencistas de Pernambuco e 1 conferencista da Paraíba.  


          MAIO 

          Lançamento do Site Casa da Palavra de Hermilo, com incentivo do Funcultura / Fundarpe / Secretaria de Cultura / Governo do Estado de Pernambuco, em Palmares  (dia 16) e no Recife (dia 17). A vida e a obra do escritor Hermilo Borba Filho projetadas na rede mundial de computadores. 


          JULHO

         Semana de Hermilo  - Realização do Centro Apolo-Hermilo / Fundação de Cultura Cidade do Recife / Secretaria de Cultura / Prefeitura do Recife, na primeira semana do mês (do dia 3 ao dia 8 - o dia do nascimento de Hermilo Borba Filho, no Engenho Verde, Palmares, PE). Apresentações teatrais, palestras, depoimentos, música, exposições de fotografias e artes.  A Companhia Editora de Pernambuco - CEPE), da Secretaria da Casa Civil / Governo do Estado dfe Pernambuco, lançará a segunda edição da trilogia de contos publicada no Rio Grande do Sul (O general está pintando, Sete dias a cavalo, As meninas do sobrado) e também a segunda edição da novela Os ambulantes de Deus, publicada no Rio de Janeiro, postumamente, no ano do seu falecimento.


          SETEMBRO

        III Fenelivro - Feira Nordestina do Livro, promovida, no Centro de Convenções (Olinda), pela Companhia Editora de Pernambuco - CEPE em parceria com a ANDELIVROS - Associação do Nordeste das Distribuidoras e Editoras de Livros, vai homenagear o Centenário de Nascimento do Escritor Hermilo Borba Filho e também o escritor pernambucano José Luiz Passos. Lançamento e relançamento de livros de Hermilo, palestras. exposições sobre a sua vida e a sua obra. 


       Lançamento da Revista Hexágono, com incentivo do Funcultura / Fundarpe / Secretaria de Cultura /  Governo do Estado de Pernambuco. A publicação, em projeto de edição de 6 números, com direção do escritor e editor Sidney Rocha, contará com ensaios de notáveis críticos, trazendo novas abordagens e o conjunto de obras de Ariano Suassuna, César Leal, Hermilo Borba Filho, João Cabral de Melo Neto, Luís Jardim e Osman Lins.


         OUTUBRO 

     11a. Bienal do Livro de Pernambuco, realizada pela Cia. de Eventos, em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, no Centro de Convenções (Olinda), programa, também, uma homenagem ao Centenário de Nascimento de Hermilo Borba Filho.  



         Outras homenagens ainda poderão ser realizadas, no Recife e em Pernambuco, nesses meses já destacados.  E as capitais da Paraíba, Rio Grande do Norte e de São Paulo devem se mobilizar, com eventos distintos, em torno do centenário de nascimento do escritor, dramaturgo, diretor teatral e estudioso da cultura popular que, além de Pernambuco, deixou a marca, onde viveu e trabalhou, da sua criação e da sua plural contribuição para a Arte e a Cultura Brasileira.  

       
          (Texto de Juareiz Correya)