quinta-feira, 31 de julho de 2008

O APOLO, HERMILO, ARRAES E EDUARDO

O Teatro Cinema Apolo, de Palmares, fundado em 1914 - o teatro mais antigo do interior do Estado -, sede da Fundação Casa da Cultura Hermilo Borba Filho, será reaberto, no próximo mês de setembro, devidamente restaurado e reformado pelo Governo do Estado de Pernambuco, com investimentos, de aproximadamente 1 milhão e 300 mil reais, provenientes do PROMATA - Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Zona da Mata de Pernambuco. Trata-se de decisão exemplar do governador Eduardo Campos, quando, em julho de 2007, em Palmares, autorizou os serviços com a seguinte afirmativa : "Cultura é uma prioridade deste governo. Conheço bem a importância da recuperação deste teatro, que é um símbolo da cultura local e marcou a vida de tantos homens e mulheres moradores da Terra dos Poetas e da região." (Diário Oficial de Pernambuco - Recife, 21 de julho de 2007).

O empreendimento do PROMATA, na verdade, deveria ter sido realizado a partir do ano de 2004, visto que, em um trabalho notável, realizado durante todo o ano de 2003, a Comissão de Cultura do PROMATA-Palmares (único município de toda a Mata a criar uma Comissão de Cultura) fez aprovar, no PIM - Plano de Investimento Municipal, o projeto de "Restauração e Reforma do Teatro Cinema Apolo". O benefício direto a ser feito pelo governo do Estado ao primeiro teatro, em importância histórica, do interior, e o terceiro, do Estado de Pernambuco, está devidamente registrado na documentação produzida pelos técnidos do PROMATA-Palmares e no Informativo "Rio Una" da própria Fundação Hermilo (Palmares, 2003), evidenciando, como já afirmamos, o importante trabalho realizado pela Comissão de Cultura do PROMATA-Palmares formada por escritores, professores, artesãos, artistas plásticos, cênicos, músicos e compositores do município. Isto é verdade histórica.

O então governador do Estado, nesse período, não moveu uma palha para que isso fosse feito. Mas a vontade política, a visão superior e o gesto de autêntico estadista do atual governador fizeram com que essa conquista definitiva da comunidade cultural dos Palmares e de toda a região Mata Sul de Pernambuco pudesse ser alcançada.

A História se repete e é ainda melhor. O gesto do atual governador lembra, perfeitamente, e reacende na memória de todos o permanente compromisso nunca adiado e sempre renovado do seu avô - o eterno governador Miguel Arraes, que patrocinou, em 1998, uma reforma do Teatro Cinema Apolo - com a Palmares do povo que ele conheceu e respeitou. Compromisso naturalmente extensivo a toda a nossa Região Mata Sul, "a mais bela e mais trágica região do Nordeste", como bem sentenciava Hermilo Borba Filho, patrono da instituição que completa, neste mês de julho, o seu jubileu de prata. Uma instituição que, em futuro próximo, poderá se transformar em Fundação Regional Hermilo Borba Filho, mantida pelo governo do Estado em consórcio com os municípios da região, pois, à luz do espírito criador do seu patrono, promoverá, concretamente, ações que desenvolverão a cultura artística de toda a região Mata Sul de Pernambuco.

(Artigo publicado no DIÁRIO DE PERNAMBUCO -
quinta-feira, 31 de julho de 2008).

segunda-feira, 28 de julho de 2008

O QUE OS NOSSOS GOVERNANTES LÊEM ?

"A língua, como também a literatura, são coisas bem mais antigas, invencíveis e duráveis que qualquer organização social.

Eu não clamo a substituição do Estado por uma biblioteca - ainda que eu tenha tido essa idéia mais do que uma vez - mas estou convencido que se nós escolhessemos nossos governantes baseando-nos em suas leituras, mais do que em seus programas políticos, haveria bem menos infelicidade sobre a terra."


JOSEPH BRODSKY
(São Petersburgo, Rússia, l940/
Nova Iorque, EUA, 1996).
___________________________________________________________________
(Do discurso pronunciado na cerimônia do "Prêmio Nobel de Literatura 1987",
em Estocolmo, Suécia).